julio 13, 2008

Arco-íris - Colaboración desde España


ARCO-ÍRIS
Tadany Cargnin dos Santos

Corri até o fim do arco-íris
para ver se encontrava o pote de ouro
mas encontrei um desenho em matriz
que descrevia um futuro vindouro

Eram milhares de cores em harmonia
que se transformavam em orações
as quais li com muita euforia
memorizando e pensando naquelas citações

Dizia a primeira que ninguém é estrangeiro
porque todos nascemos de um mesmo ventre
que os vegetais crescem em qualquer canteiro
e que o passado e o futuro devem ser eternizados no presente

Li que a aurora é mágica em qualquer continente
e que uma lágrima de mulher eterniza um sentimento
dizia também que há apenas um Deus existente
e que a dor e a amargura se disfarçam num convento

Outra cor falava da beleza das crianças
que carregam consigo as visões do amanhã
também dizia que a liberdade é a bem-aventurança
e a nossa mais querida irmã

Eram tantas cores e mensagens
que a mente transmutou a um mundo imaginário
onde a interação fluía instigante numa viagem
cujo universo tinha dois lados como um escapulário

Assim segui aprendendo do caleidoscópio
até que a chuva o levou consigo
mas deixastes marcas bonitas, Ser Inócuo
Eepero ver-te novamente, eterno amigo.

No comments yet

 
Theme By Arephyz, Modified By: §en§ei Magnu§ and Powered by NEO