julio 06, 2007

Entre o Ato e o Fato - Colaboración desde Brasil


ENTRE O ATO E O FATO
Rubens Jardim

Entre o ato e o fato
eu constato meu tempo
seus silêncios, seus impactos.

Não negarei as pontes incendiadas
nem os rumos desfeitos.
Eu vim para conhecer as fontes
e recompor os rios.

Não vim para explodir a bomba
ou ferir a pomba.
Vim para me incorporar aos desabrigados
aos que perderam a terra, o pão, a pá.

Não vim para dizer a palavra nova
ou descobrir a lua nova.
Vim para cumprir os chamados
e assistir o meu povo.

Não vim para me resguardar
ou resguardar minha poesia.
Vim para expor meu coração
e revelar que o poeta
não ficará de braços cruzados

porque nós ainda acreditamos no mundo novo
nós ainda construiremos o mundo novo!

No comments yet

 
Theme By Arephyz, Modified By: §en§ei Magnu§ and Powered by NEO