septiembre 21, 2007

A Menina de Noite - Colaboración desde Brasil


A MENINA DE NOITE
Ronaldo Monte

Para minha neta Gabriela

Ela era De Noite.

Assim como outras meninas
se chamam Da Guia, Da Luz, Da Penha,
ela se chamava De Noite.

Tinha outro nome,
mas se esquecia.

Era De Noite
o nome que gostava.

A noite
era a parte do dia que gostava.

Gostava da noite e suas estrelas.
Gostava da noite e seus silêncios.

Gostava da noite e seus escuros.
Gostava da noite e dos seus sonhos.

De noite gostava de cair no sono
como quem cai num colchão de nuvens,
como quem cai no colo da mãe.

Morta de sono,
De Noite fica parada no portão do sonho,
vendo seus pensamentos virar filme.

E daí assiste a tudo
sem ser vista.

E passeia sem ser notada
pelo meio das coisas que se movem.

Se equilibra sem medo
pela beira do abismo.

Pisa sem medo
o rabo do leão.

Bebe sem medo
as lavas do vulcão.

Brinca sem medo
com as chamas do dragão.

Mergulhada no sonho,
de Noite vasculha
o chão dos sonhos.

Cavalo marinho
estrela do mar
palavras de céu e terra
no mar dos sonhos.

Conchas, búzios, caracóis.
Palavras que se enroscam
pra De Noite desdobrar.

Água marinha.
Água de água na pedra.
Palavras de puro sonho.

Água-viva,
sinal de águas mortas.
Um sonho pelo avesso.

Na praia noturna,
De Noite vê em sua frente
a marca de seus pés.

Seguindo suas próprias pegadas,
a menina encontra sua cama
agora transformada em barca.

Ela embarca.

Barca e menina
levantam vôo
na noite de água e tempo.

E de dentro da noite
a menina ouve as sereias
e não sente medo.

E de dentro da noite
vem um tropel de centauro
atropelando o silêncio.

Um rosto de homem
e um dorso de cavalo
roçam a barca.

De Noite afaga
o rosto e o dorso
que voltam para o escuro da noite.

O silêncio se refaz
e a barca singra calma
a noite e o tempo.

Dorme a menina no leito da noite.
Cobre a menina um ar de cambraia.
A noite vela a menina.
Noitenina.
Meninoite.

De Noite dorme
sabendo que daqui a pouco
uma luz branda vem anunciar o dia.

É a aurora
Com sua cor de leite derramado,
com sua boca enorme
aberta para engolir a noite.

De Noite fica triste
dentro do seu sonho
porque sabe que logo logo
virá o dia.

E à luz do dia
acontecem coisas muito estranhas
que De Noite não consegue entender.

No comments yet

 
Theme By Arephyz, Modified By: §en§ei Magnu§ and Powered by NEO